anunciopost1




Depressão é coisa de fraco? Aprenda como essa doença atinge milhões de pessoas!


Gostaria de agradecer você que está acompanhando, lendo e acessando meu blog, lembrando que a melhor maneira para que eu saiba se vocês estão realmente gostando dos assuntos que estou publicando é só deixar seu comentário e curtir a publicação no final isso ajuda demais.

Bom antes de mais nada, esse assunto é um pouco pesado, não é de hoje que escutamos sobre Depressão, eu mesmo já critiquei muitas vezes e sempre achei ser uma doença de pessoas com o espírito fraco, mas conforme envelhecemos, aprendemos com nossos erros e “achismos”, e descobrimos que determinados assuntos são realmente sérios.





O que me motivou a fazer esse post foi ver um youtuber que acompanho, tentar se matar há algumas semanas atrás, se não sabem de quem estou falando, é o youtuber eGuinorante. Mas você vai me perguntar: “- Mas o que tem a ver um youtuber tentar se matar e você querer e sentir a necessidade de criar esse conteúdo?”, é porque já passei por isso com alguém da minha família, e imagino que você também possa ter passado, e é por isso que está aqui para ler e é bom sempre ter mais e mais conteúdo que ajude outras pessoas sobre esse problema, pois informações e mais conhecimento sobre as coisas nunca são demais.

Olha eu poderia encher essa postagem de informações que você encontra na internet com um pouco de pesquisa no Google, mas, acho que o mais importante aqui é dividir experiência e ajudar outros que estão passando pela mesma coisa, e tenham os mesmos problemas.

Primeiramente o que você entende por Depressão?

Bom a primeira palavra que vem a cabeça é tristeza, uma tristeza profunda que afeta seu espírito, seu humor, enfim sua sensação do que é viver. Enfim depressão é um transtorno mental caracterizado por tristeza, culpa, baixa auto-estima entre várias coisas que faz com que perca sua vontade de fazer qualquer coisa ou até mesmo de viver.

Essa “tristeza” que querendo ou não hoje atinge milhões de pessoas, e lembrando não é porque você acaba rindo de uma piada, de um vídeo do seu youtuber favorito, de uma postagem no Instagram, que você está “imune” a depressão, como eu disse essa doença atinge milhões de pessoas, e muitas delas não sabem que estão com depressão.

Sabe aquela sensação de que tudo na vida dá errado, que você nunca vai conseguir atingir seus objetivos, pensa que aquela garota ou garoto que você gosta te acha feio/feia, o mundo está contra você, sente que sua vida só passa por você e no final não “aproveitou” nada do que ela tinha a oferecer porque simplesmente a vida não sorriu pra você? Então isso também é depressão.

Minha experiência…

Como eu havia falando anteriormente, eu passei por isso com alguém da minha família, minha mãe. Na época eu tinha meus 10 anos de idade mais ou menos, e eu não tinha noção das coisas que estavam acontecendo, poxa com 10 anos você está pensando em ser um mestre Pokémon e não saber de coisas da vida adulta, eu sempre acabava vendo minha mãe deitada na cama o dia inteiro, fazia o almoço e a janta e já voltava para a cama, sempre chorando, e eu não tinha a mínima ideia do que estava acontecendo de fato, só sabia que tinha que ir para a escola, estudar, brincar e fazer coisas que normalmente crianças daquela idade faziam (diferente do que as crianças de hoje em dia fazem muitas vezes).

Por não saber o que estava acontecendo, passou algum tempo depois minha mãe melhorou e ela veio conversar comigo sobre a depressão dela, na época eu criticava muito essa palavra, falava que é uma doença de fracos, que todos na vida tem suas dificuldades e que ficar no canto, pensando em se matar, não ajudaria em nada.

Adolescência, é uma fase chata, você não liga pra porra nenhuma, mas ao mesmo tempo liga para tudo o que pensam de você, depois de tudo isso comecei a buscar mais informações sobre o que minha mãe havia passado, e ao começar a pesquisar e perguntar mais sobre esse assunto com ela, ela me disse que por pouco não havia se matado, e o que ajudou ela foi saber que tinha os filhos para cuidar e a ajuda de pessoas que conversavam muito com ela sobre o que ela estava passando e o que ela poderia fazer para melhorar e encontrar algo que valeria a pena continuar vivendo.

Então o que fazer?

E chegamos ao ponto principal do assunto, então, como podemos melhorar e passar essa fase caso tenhamos chegado ao fundo do poço. Caso seja você que esteja com a depressão, é dar a oportunidade para que pessoas que gostam de você e querem seu bem, conversar, entender sua dor e seu sofrimento, e que juntos possam achar uma maneira de melhorar essa situação. E sempre, eu digo sempre, buscar ajuda profissional, pois querendo ou não eles sabem como lidar com esse tipo de situação muitas vezes melhores do que nós mesmos.

E para você que tem alguém que esteja passando por essa doença, tenha paciência e sempre converse com essa pessoa, mostre que a vida é valiosa, mostre para essa pessoa que com um objetivo em mente e determinação ela pode achar um motivo para viver, assim como para minha mãe foi continuar a cuidar de seus filhos, ela vai encontrar algo que a faça continuar trilhando o caminho dela e que para todo sofrimento existe esperança de algum dia tudo se tornar melhor, feliz, alegre e ter sucesso.

Eu vi uma frase interessante esses dias:

“Assim como o navio está cercado de água e não afunda desde que a água entre dentro dele, nós estamos cercados de negatividade do mundo, e a menos que deixemos essa negatividade entrar, ela não poderá nos afundar.”

Acho que de forma resumida, se você deixar que pessoas ditem o que vocês devem sentir, pessoas que não querem que você tenha sucesso e seja feliz, você de fato não será feliz, mas ao mesmo tempo ao envés de ficar se importando com o que essas pessoas que não querem o seu bem acham e pensam de você, com toda certeza você terá sucesso, pois acredite sempre naquilo que você quer e em seus objetivos que um dia, pode não ser hoje, ou amanhã, mas um dia vai dar certo, que seus esforços irão ser recompensados.

Eu vou ficando por aqui, e novamente quero agradecer a você que leu até aqui e até a próxima!

Não se esqueça de deixar seu comentário sobre o assunto.

Postar um comentário

0 Comentários